Artigos, Maquinações

CONTER RAIVA CONTRIBUI PARA AUMENTO DA ANSIEDADE

Pode não parecer, mas a raiva e a ansiedade se relacionam e potencializam uma a outra.

Conter a raiva contribui para o aumento da ansiedade, piorando os sintomas do Transtorno de Ansiedade Generalizada, por exemplo.

A ansiedade pode preceder e antecipar a raiva: numa situação de risco ou hostilidade, prestes a ocorrer, ela aparece como um alerta de que não estamos no controle da situação e que as estratégias corriqueiras de contenção da raiva estão prestes a fracassar.

Por outro lado, podemos afirmar que o alívio da ansiedade protege do estresse e da raiva.

Sentir raiva ou ansiedade é ser afetado por algo que não está posto em palavras. Isso não quer dizer que essas experiências não se expressem por outros meios, que não exponham verdades subjetivas que ainda não foram compreendidas e elaboradas.

Por esse motivo, trabalhar essas emoções em psicoterapia implica perguntar sobre o sentido da raiva ou da ansiedade nas situações em que elas ocorrem.

Ansiedade e raiva são, em outras palavras, enigmas a serem desvendados, de modo que seus significados possam ser apropriados à história do sujeito, permitindo-lhe ser mais autônomo em relação à própria vida.

Esse tipo de apropriação da própria história evita a repetição de sintomas, que implica sofrimento.


ENTRE EM CONTATO:

Psicólogo Msc. Rodrigo Giannangelo
CRP 06/56201-2

 

Inscreva-se gratuitamente para receber as atualizações! (fim da página)


Fonte: UOL

Deixe uma resposta