Artigos, Maquinações

VERGONHA TÓXICA: VOCÊ SE CULPA PELO QUE ALGUÉM FEZ A VOCÊ

vergonha tóxica bullying

O que é vergonha tóxica?

Com alguma frequência, você se sente envergonhado por ser quem é? Tem a sensação de ser desnecessário / inútil? Já teve aversão a si mesmo?

Você talvez seja uma das muitas pessoas que experimentam a “vergonha tóxica”.

Vergonha tóxica se refere a uma profunda sensação de inadequação pessoal provocada por vivências traumáticas de maus tratos.

Para algumas pessoas, estes eventos dolorosos ocorrem na (ou desde a) infância, enquanto outras desenvolvem o problema mais tarde na vida.

 A vergonha tóxica pode paralisar e impedir de viver uma vida satisfatória. Se não for tratada, essa vergonha pode deteriorar a saúde mental, levando, inclusive, ao desenvolvimento de outros transtornos.

Perigos da vergonha tóxica 

A vergonha tóxica costuma criar sentimentos de indignidade e humilhação.

Num primeiro momento, alguém é colocado nessa posição de humilhação por outro(s), e, aos poucos, vai deixando de acreditar em si mesmo, como se não fizessem nada certo.

Pais e cuidadores podem propiciar o desenvolvimento da vergonha tóxica em seus filhos, comunicando-se com eles de forma negativa e fazendo com que se sintam inferiores. Isso acontece não apenas por meio daquilo que é explicitamente falado, mas também por indícios não verbais. A toxicidade iniciada na infância, porém, pode levar anos para se mostrar claramente, na adolescência ou no início da vida adulta.

Quando não tratada adequadamente, a vergonha tóxica pode evoluir para problemas diversos, como depressão, transtornos alimentares, transtorno do estresse pós-traumático, transtorno de ansiedade e problemas gerais de autoestima.

Por isso, além de procurar cuidado profissional, é importante conhecer algumas ações para lidar com a vergonha tóxica no cotidiano.

Perceber que a vergonha tóxica se origina em outras pessoas

vergonha tóxica

É importante perceber que os sentimentos de vergonha e inadequação não surgem em você, mas vêm de outras pessoas. A dinâmica que ocorre é a seguinte: primeiro, a pessoa (ou pessoas) que praticam os insultos têm (ou adquirem) uma autoridade afetiva perante a “vítima”. Com isso, tudo o que fazem e falam tem importância para a “vítima”. Segundo, são repetidas situações de inferiorização / humilhação da “vítima”, que, por estar diante de figuras de autoridade afetiva, internaliza esses insultos.

Muitas vezes, essas situações ocorrem pela projeção dos sentimentos de inadequação das tais autoridades afetivas em outras pessoas (suas “vítimas”). Incapazes de enxergar e admitir estes sentimentos em si mesmos, os acusadores projetam e ridicularizam essas características nos outros.

Em outras palavras, embora sinta-se péssimo, envergonhado e arrependido, você não fez nada de errado, e o que experimenta foi causado pelo que outra pessoa fez com você.

Uma vez que você compreende e aceita que a vergonha tóxica não se baseia em nada negativo que você fez, fica mais fácil se sentir melhor.

É possível superar a vergonha tóxica, mas dificilmente alguém consegue isso sozinho. Por isso, é fundamental procurar o apoio de profissionais de saúde mental.

Entender a diferença entre a realidade e a vergonha tóxica

vergonha tóxica bullying

As pessoas desenvolvem vergonha tóxica por conta de eventos traumáticos. Alguém disse ou fez coisas ruins que as fizeram duvidar de si mesmas.

Esses sentimentos levam a pessoa a pensar que é indigna de amor ou que é um ser humano inútil, o que é uma maneira horrível de se sentir sobre si mesmo.

É importante examinar a realidade da situação e compreender que a vergonha tóxica não tem lastro na lógica ou na realidade, mas é apenas uma percepção que você tem devido ao que aconteceu no passado.

Vale ressaltar que isso não significa que as coisas vão ser fáceis.

Por exemplo, alguém pode crescer ouvindo que é gordo, mesmo que nunca tenha estado acima do peso. Ainda que destoando da realidade objetiva, a realidade perceptiva pode levar a problemas de imagem corporal e transtornos alimentares.

Recorra à sua rede de suporte

Também é muito interessante que você tenha uma boa rede de suporte.

Você não precisa enfrentar tudo sozinho quando lida com vergonha tóxica.

Às vezes, os sentimentos de vergonha são muito fortes, e é importante pedir ajuda. Ter bons amigos, em quem você possa confiar, faz toda diferença.

Algumas pessoas têm famílias que também podem ocupar essa função de suporte. Contudo, há situações em que a própria família é a fonte da vergonha tóxica.

É sempre bom encontrar pessoas que se importam com você. Concentre-se em quem lhe trata com respeito e quer vê-lo bem.

vergonha tóxica

Amor próprio e autocuidado 

O amor-próprio e o autocuidado são armas essenciais contra a vergonha tóxica.

O autocuidado incrementa a confiança. Cuidar-se e fazer mudanças positivas pode ajudá-lo a ser uma melhor versão de si mesmo, e melhorar a autoestima.

Atividade física, estudo, cuidados corporais, leitura, encontro com amigos etc., tudo isso pode trazer boas sensações e fazê-lo se sentir melhor.

Se você conseguir aprender a se amar por quem você é, pode interromper o ciclo. Então, será capaz de seguir em frente com mais confiança.


CONTEÚDO RELACIONADO

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

ENTRE EM CONTATO

Psicólogo Rodrigo Giannangelo
CRP-SP 56201

Deixe uma resposta