Artigos

Aprendendo Psicologia: A Teoria do Ciclo Vital de Erik Erikson

britannica.com Erik Erikson (1902 – 1994) foi um influente Psicanalista e Psicólogo do desenvolvimento, nascido na Alemanha e radicado nos EUA. Pesquisa realizada pelo Review of General Psychology, 2002, o apontou como 12° psicólogo mais citado do século XX. Versado em psicanálise freudiana, Erik Erikson propõe uma modificação na maneira como a teoria de Freud… Continuar lendo Aprendendo Psicologia: A Teoria do Ciclo Vital de Erik Erikson

Artigos, Maquinações

10 FILMES IMPERDÍVEIS PARA QUEM CURTE PSICOLOGIA

Confira a lista, comente, sugira! Filmes Psicologia. 1. O Enigma de Kaspar Hauser (Jeder für sich und Gott gegen Alle – 1974) Ele não sabia andar ou se comunicar, tampouco imaginava que havia outros seres como ele. Como trocavam sua comida durante seu sono, ele acreditava que sua alimentação aparecia como que por mágica, sempre… Continuar lendo 10 FILMES IMPERDÍVEIS PARA QUEM CURTE PSICOLOGIA

Artigos

VIÉS COGNITIVO: 6 MOTIVOS POR QUE FAZEMOS ESCOLHAS SEM SENTIDO

Um VIÉS COGNITIVO ocorre quando nossa mente pega uma espécie de “atalho”. Em vez de pensar considerando os dados da situação ATUAL, a mente usa padrões baseados em percepções ANTERIORES, que distorcem o julgamento. O resultado disso são escolhas que contradizem a lógica e a racionalidade. Ou seja, decisões que não levam em conta a… Continuar lendo VIÉS COGNITIVO: 6 MOTIVOS POR QUE FAZEMOS ESCOLHAS SEM SENTIDO

Artigos, Maquinações

5 DOCUMENTÁRIOS SOBRE PSICOLOGIA IMPERDÍVEIS!

Documentários sobre psicologia e saúde mental. Documentários são formas de retratar a realidade. Utilizando a linguagem cinematográfica, levam o espectador para dentro de questões relevantes. É o caso dos documentários abaixo, que tratam sobre saúde mental. Todos podem ser encontrados gratuitamente no You Tube (os links estão logo depois de cada sinopse). Vale a pena… Continuar lendo 5 DOCUMENTÁRIOS SOBRE PSICOLOGIA IMPERDÍVEIS!

Artigos, Maquinações

SATISFEITO COM AS AULAS ONLINE DE SEUS FILHOS? A PSICOLOGIA E A NEUROCIÊNCIA PODEM AJUDAR

Você está satisfeito com as aulas online de seu filho / sua filha? Desde o começo da pandemia, sabe-se que tem sido gigantesco o esforço de pais e professores para minimizar os impactos da imprevista virtualidade da educação em 2020. No entanto, não é possível dizer que tal empenho expresse bons resultados no desempenho de aprendizagem. Se temos a perspectiva de que as salas de aula permaneçam virtuais por mais algum tempo, o que a psicologia e a neurociência podem nos propor?

Artigos, Maquinações

PENSAR POSITIVAMENTE NÃO AJUDA A ALCANÇAR SEUS OBJETIVOS. NA VERDADE, PODE ATRAPALHAR…

O presidente americano Dwight Einsenhower (1890-1969) certa vez disse: "O pessimismo nunca ganhou nenhuma batalha". Para a psicóloga alemã Gabriele Oettingen (1953-), é preciso acrescentar: o otimismo também não. Em seu livro "Rethinking Positive Thinking” (“Repensando o Pensamento Positivo", em tradução livre), fruto de seus 20 anos de trabalho como professora e pesquisadora nas Universidades de Hamburgo e Nova Iorque, ela constata que o otimismo puro é um péssimo caminho para alcançar nossos desejos.

Artigos, Maquinações

O QUE É O TRANSTORNO BORDERLINE, QUE ACOMETE RAISSA BARBOSA DE ‘A FAZENDA’

Uma das polêmicas da semana no programa A Fazenda envolveu a peoa Raissa Barbosa, que revelou a seus fãs em 2019 que sofre com o Transtorno Borderline. O Transtorno de Personalidade Borderline – TPB se manifesta pelas extremadas impulsividade e instabilidade. Humores, afetos, desejos, vínculos interpessoais, autoimagem, tudo é inconstante. As respostas do sujeito a situações de vida comumente parecem exageradas e desproporcionais.

Artigos, Maquinações

INDEPENDÊNCIA OU MORTE: SUBMISSÃO AFETIVA E ANULAÇÃO PSÍQUICA

Depender é estar sujeito a uma autoridade ou influência. É ser resultado ou consequência de alguém além de si mesmo. Todos somos dependentes. Começamos a vida quase absolutamente dependentes – na alimentação, na higiene, nas primeiras quedas, no contato com os primeiros desconhecidos. Somos dependentes, prática e emocionalmente. A dependência se torna negativa: Quando a pessoa desconhece ou desconsidera suas próprias capacidades, e se coloca como carente de ajuda em situações em que não necessitaria; Quando a demanda por ajuda se fixa em uma única pessoa, a quem entregamos a responsabilidade pela satisfação de nossos desejos e, consequentemente, por nosso estado emocional.